18 programas para não sair da Barra da Tijuca

A Barra da Tijuca, por si só, é uma generosa demonstração de por que o Rio de Janeiro é a Cidade Maravilhosa

APRESENTADO POR VENIT HOTÉIS

A Barra da Tijuca, por si só, é uma generosa demonstração de por que o Rio de Janeiro é a Cidade Maravilhosa. A região oferece grande diversidade de praias, parques, restaurantes, bares e outras opções culturais. Na região, é possível encontrar programas para todos os gostos: para quem aprecia ar livre e contato com a natureza, quem prefere se aprofundar no universo das artes ou quem busca lazer e entretenimento com uma boa gastronomia. Separamos 18 lugares para te ajudar a conhecer o melhor da região!

PARA RELAXAR OU SE AVENTURAR

1. Praia da Barra

Entre a Praia do Pepê e da Reserva, tem áreas de ondas fortes e tubulares, ideal para a prática de surf e bodyboarding. Também conta com bons locais para os adeptos do stand up paddle. Água límpida e areia fofa são suas marcas. A Praia da Barra da Tijuca também dá nome à região da Avenida Lúcio Costa, antiga Sernambetiba, desde a Pedra da Gávea até o Recreio dos Bandeirantes.

2. Praia da Reserva

Se a sua praia é tranquilidade, a Reserva é uma ótima escolha de passeio. Cercada por vegetação litorânea, tem esse nome por estar situada em uma reserva ecológica, onde o acesso é feito exclusivamente por veículo próprio. Não tem calçadão, oferecendo um extenso tapete de areia branca e fina. Em alguns pontos de sua orla, é possível encontrar quiosques.

3. Praia da Macumba

Nome popular da Praia do Pontal de Sernambetiba, devido aos adeptos de religiões como Umbanda e Candomblé que fazem ali suas oferendas a Iemanjá. Uma das praias preferidas pelos surfistas, é uma ótima opção para quem deseja aprender o esporte. Sua orla possui variedade de quiosques e um calçadão arborizado junto com uma ciclovia. Quem sobe em seu Pontal é presenteado com uma vista de tirar o fôlego.

4. Praia de Grumari

Cercada por costões e morros com vegetação de restinga, esta praia é bastante rústica e perfeita para quem gosta do contato com a natureza. As águas limpas e transparentes proporcionam ótimas ondas, um atrativo para os surfistas. Situada em uma área de reserva ambiental, Grumari abriga ainda a praia naturista de Abricó.

Praia de Grumari

Foto: iStock

5. Prainha

Abraçada por morros cobertos de mata atlântica, a Prainha se estende por 700 metros de boas ondas e beleza natural. Uma caminhada de cerca de 25 minutos leva a um mirante com vista privilegiada das praias da Zona Oeste. Além disso, quando o sol se põe por trás das montanhas, os visitantes são presentados com uma cena inesquecível.

Prainha

Foto: Reprodução/Instagram/meriguigustavo

6. Guaratiba

Uma das praias mais distantes do centro do Rio – cerca de 60 km – Guaratiba oferece uma bela recompensa para quem vence a distância. Mar calmo e propício ao banho, bares, restaurantes especializados em frutos do mar e traineiras de pescadores fazendo passeios pela orla são alguns dos atrativos do local. A beleza do visual já levou Guaratiba para cenas de filmes e novelas.

7. Parque Nacional da Tijuca

É o parque mais procurado no Brasil – são dois milhões de visitantes por ano! Você não vai se arrepender de fazer parte desse número. Em toda a sua extensão, o Parque da Tijuca lhe leva para bem pertinho da natureza. O cenário é de montanhas, grutas, cachoeiras e trilhas. Nele, é possível fazer a trilha para a Pedra da Gávea, alcançando um dos mirantes mais bonitos da cidade.

8. Bosque da Barra

São 50 hectares de paisagens naturais e lazer. Preserva a vegetação das áreas originais da Barra da Tijuca. Ao longo dos passeios, é possível avistar capivaras, preguiças e aves. O parque possui diversos equipamentos para a prática de esportes e de atividades recreativas. Alamedas para cooper e caminhada, trilhas e um lago também estão no circuito dos visitantes.

9. Parque Natural Municipal da Prainha

O casamento entre o verde da natureza e o mar dão ao Parque da Prainha uma das paisagens mais lindas do Rio. São 147 hectares de área de preservação ambiental, recobertos por vegetação típica da mata atlântica e de costão rochoso, além de fauna diversificada, incluindo animais ameaçados de extinção. Os visitantes podem ir a mirantes com vistas incríveis, como o mirante do Caeté, além de trilhas ecológicas com paisagens selvagens.

 Parque Natural Municipal da Prainha

Foto: Reprodução/Instagram/elisowoliveira

10. Casa do Remo

Para quem é praticante do stand up paddle, ou deseja aprender o esporte, a Casa do Remo é parada obrigatória. Situada na beira do canal do mangue em Barra da Guaratiba, conta com águas calmas e sem ondulação. A Casa atua como guardadeira de pranchas e ponto de aluguel de equipamentos. O local também oferece uma bonita paisagem que mescla praias, restingas, manguezais e mata atlântica. Os visitantes têm acesso a um barzinho e um lounge para descanso entre os remos.

11. Pedra Bonita

Aventura e muita adrenalina são marcas registradas da rampa da Pedra Bonita, onde os pilotos de asa delta saltam com seus passageiros para um voo com paisagem deslumbrante. A rampa está situada a uma altitude de 520 metros, voltada para o bairro São Conrado. A aterrissagem é na Praia do Pepino. Quem não tiver coragem para voar pode contemplar as belas vistas de São Conrado, da Pedra da Gávea, do Morro Dois Irmãos, montanhas circundantes e orla do Rio.

Pedra Bonita

Foto: Reprodução/Instagram/guigamafly

12. Downtown

É um grande shopping a céu aberto, com clima de cidade turística. Dá para admirar as vitrines andando por calçadas arborizadas, e ainda aproveitar programas recreativos. O local também possui diversificada gastronomia, com dezenas de bares e restaurantes para todos os gostos. Uma boa opção para quem procura serviços e lazer em um ambiente agradável. O cinema do Downtown ainda conta com as melhores salas da cidade, segundo pesquisa da Veja Rio.

PARA CONTEMPLAR

13. Ateliê Casa Sete

Localizado na casa nº 07 do Caminho da Bica (Estrada Pacuí 999), o ateliê é emoldurado pela natureza. Se por fora dá para contemplar a paisagem bonita, por dentro é difícil escolher o que mais admirar. Com inspiração na mata nativa, a artista Clea Lima expõe a sua criação: peças em cerâmica como utilitários, esculturas, bonecas e outros artigos de encher os olhos.

14. Atelier Leila Aguiar

Há mais de 20 anos trabalhando com moda e design têxtil, a artista Leila Aguiar criou e desenvolveu sua própria técnica, sempre explorando cores vibrantes e combinações harmônicas e surpreendentes. Ela pinta tecidos exclusivos à mão, seja para sofás, paineis, colchas, almofadas ou bolsas. Tudo isso você pode admirar em uma visita ao Atelier.

15. Casa do Pontal

O museu possui um imenso acervo de arte popular, resultado de 40 anos de pesquisas e viagens do designer francês Jacques Van de Beuque em terras brasileiras. A Casa do Pontal está instalada em um sítio com 5 mil metros quadrados e reúne obras que representam a cultura variada de diferentes pontos do Brasil. Além disso, o museu foi projetado com amplos jardins, levando o visitante à proximidade com a arte e também com a natureza.

Casa do Pontal

Foto: Reprodução/Instagram/vividecorviva

16. Cidade das Artes

Sob o teto desta casa, convivem a música, o teatro, o cinema, a dança, as artes plásticas e outras tantas manifestações artísticas. Um verdadeiro lar para a cultura brasileira e de diferentes povos, a Cidade das Artes reúne diversos espaços para a produção e contemplação das performances. Exposições, espetáculos abertos, bailes e eventos para crianças são atrativos para o público. A arquitetura deslumbrante é obra do francês Christian Portzamparc.

17. TNT Arte Galeria

Com um grande acervo de obras de arte em exposição permanente, a galeria também promove exposições individuais e coletivas, além de leilões de arte. Artistas modernos e contemporâneos brasileiros e estrangeiros têm lá o seu espaço – alguns representados com exclusividade. Serviços especializados na área também estão disponíveis no local, como restauração de obras de arte, emolduramento técnico, fotografia, dentre outros.

18. Sítio Roberto Burle Marx

O local foi residência do paisagista Roberto Burle Marx por mais de 20 anos. Lá, você pode conhecer mais sobre a vida e obra do paisagista; e contemplar a arquitetura, o ateliê de pintura, o salão de pedras e suas coleções de plantas. A botânica do sítio também também merece admiração – a vegetação nativa reúne espécies de manguezal, restinga e mata atlântica.

Sítio Burle Marx

Foto: Reprodução/Instagram/rio4gringos

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s